Savóia 0 x 2 Palestra Italia – 24/01/1915

savoia_palmeiras

foto-1
Tribuna do jogo. À esquerda jogadores do Palestra. À direita jogadores do Savóia.

Dia 24 de janeiro de 1915, o Palestra Italia venceu o Sport Club Savoia, o primeiro adversário de sua história, por 2 a 0 e conquistou seu primeiro título, a Taça Savoia, oferecida pela equipe rival. A partida começou às 14h15, no Campo do Castelão, na atual cidade de Votorantim-SP, à época um distrito de Sorocaba-SP.

Fundado em 26 de agosto do ano anterior, o Palestra optou por passar alguns meses se preparando para realizar sua estreia futebolística contra uma agremiação forte. E, unindo o útil ao agradável, o oponente escolhido foi um clube também de raízes italianas – por conta da recente reunificação da Itália (obtida no fim do século XIX), foram organizados, além do jogo, vários festejos com o intuito de enaltecer a família real dos Savoia, grande responsável pelo Risorgimento de fato.

“O Palestra buscava uma equipe da colônia italiana que fosse forte, pois queria estrear diante de um adversário de respeito. Foi então que encontrou o Savoia, que existia no interior desde 1900. O confronto foi o time das Indústrias Matarazzo com o das Indústrias Votorantim (do ramo têxtil). No primeiro toque na bola, nasceu o gigante Palestra Italia, que depois seria Palmeiras. Nem as próprias pessoas envolvidas no jogo tinham ideia da importância daquilo”, conta Gerson Garcia Júnior, narrador esportivo na cidade de Votorantim-SP e pesquisador do assunto desde os tempos de colégio.

A viagem da delegação palestrina foi feita de trem e demorou quase três horas – hoje a mesma distância, de carro, é percorrida gastando nem uma hora. Chegando a Sorocaba-SP, o Palestra foi recepcionado com muita festa. A diretoria visitou um jornal local, o Jornal Cruzeiro do Sul. Depois do almoço, todos partiram, de bonde, para a vila industrial de Votorantim.

O embate teve início às 14h15. As duas equipes queriam muito ganhar: o Savoia, por jogar em casa, e o Palestra, por fazer o seu primeiro jogo. Segundo um relato da época, feito pelo periódico voltado aos imigrantes italianos Fanfulla, o duelo foi conturbado, tendo inclusive um ‘sururu’ (suposta discussão áspera entre os atletas). O primeiro tempo foi disputado. No segundo, o Palestra se impôs e decidiu em dois lances de pênaltis.

“Um goal ia sendo marcado, mas a defesa adversária prefere salvar como pôde…cometendo pena máxima”, relatou a crônica. Ou seja, de um pênalti originado após, em tese, um toque de mão, o zagueiro e capitão Bianco, grande destaque da partida e primeiro ídolo do clube, marcou o primeiro gol da história alviverde.

“Um minuto depois é marcado um segundo gol. Ferreira, na área penal, comete uma falta e o árbitro, atento e imparcial, pune inexoravelmente”. Alegretti cobrou e deu números finais. “Uma soberba afirmação do Palestra Italia” foi o título usado pela publicação.

O Savoia jogou de uniforme vermelho, com o escudo da família real no peito esquerdo. O Palestra, com o Pi na camisa, atuou de verde escuro. Na temporada seguinte, a equipe palestrina também adotaria a Cruz de Savoia como distintivo. Fonte: www.palmeiras.com.br

Jogo amistoso valendo a Taça Savóia.

FICHA TÉCNICA
SPORT CLUB SAVOIA 0 x 2 PALESTRA ITALIA

Local: Campo do Castelão, em Votorantim-SP
Data: 24 de janeiro de 1915
Árbitro: Sylvio Lagreca

PALESTRA: Stillitano; Bonato e Fúlvio; Police, Bianco e Valle; Cavinato, Américo,Alegretti, Amílcar e Ferré

SAVOIA: Colbert; Ferreira e Silvestrini; Gigi, Zecchi e Fredich; Imparato, Cardoso,Ferreira II, Imparatinho e Pinho

Gols: PALESTRA: Bianco e Alegretti

Taça Savóia. Primeira taça conquistada pelo Palmeiras.
Taça Savóia. Primeira taça conquistada pelo Palmeiras.