Vasco 0 x 1 Palmeiras – 25/11/2018

Deyverson fez o gol da vitória que deu o título brasileiro ao Palmeiras. Foto: Ricardo Moraes/Reuters – 25.11.2018

CAMPEÃO!

É DECA CAMPEÃO BRASILEIRO!

Chegou o esperado dia e a taça do Brasileirão 2018 irá para a sala de troféus Palestrina.

Com razoável vantagem na ponta da tabela entramos em campo precisando de apenas um tropeço Flamenguista para nos sagrar campeões até mesmo com derrota.

Sem dar bola para a partida de MG fomos pra cima buscando a vitória que nos daria o título.

O primeiro tempo foi equilibrado. O Vasco, jogando para se salvar da degola, se defendia muito bem e não conseguíamos furar o bloqueio.

Na segunda etapa o panorama se manteve, contudo, numa jogada bem trabalhada entre Dudu, William e Deyverson veio o gol e o grito de CAMPEÃO.

Jogo válido pela 37ª rodada do Brasileirão 2018.

Os jogadores da SE Palmeiras, comemoram a conquista do Campeonato Brasileiro, após jogo contra a equipe do CR Vasco da Gama, durante partida valida pela trigésima sétima rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no Estádio São Januário. Foto: Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

 

Jogadores fazendo festa após conquistar o título de Campeão Brasileiro Palmeiras X Vasco da Gama,pelo campeonato brasileiro,em Sao Januario,RJ 24/11/2018 Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

FICHA TÉCNICA

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 25/11/2018, domingo
Horário: 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Público: 21.066 pagantes
Renda: R$ 596.810,00
Cartões amarelos: Desábato, Castan e Andrey (VAS); Felipe Melo, Bruno Henrique, Gomez, Deyverson e Jean (PAL)
Cartão vermelho: Pikachu (VAS)
Gol: Deyverson, aos 27 minutos do segundo tempo

Vasco: Fernando Miguel; Luiz Gustavo, Werley, Leandro Castan e Henrique (Willian Maranhão); Desábato (Raul), Andrey, Yago Pikachu e Thiago Galhardo; Kelvin (Marrony) e Maxi López
Técnico: Alberto Valentim

Palmeiras: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gomez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Lucas Lima (Gustavo Scarpa); Willian (Jean); Dudu e Borja (Deyverson)
Técnico: Felipão

Leia mais »

Palmeiras 1 x 0 Chapecoense – 27/11/2016

30465103914_5ddc552876_o
Foto: Fábio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação

É CAMPEÃO!

Dia 24/04/2016 após ser eliminado nos pênaltis da semifinal do Paulistão pelo Santos, Cuca cravou:

– Vamos brigar, vamos ser campeões. Vamos fazer tudo certinho, a começar por amanhã (segunda-feira). O Palmeiras sai da melhor forma que poderia, se é que existe melhor forma. Com honra, dignidade, dentro de um campeonato irregular. A gente sai de cabeça erguida. Vamos buscar o Brasileiro.

Hoje a promessa foi cumprida. Aí está. ENEACAMPEAO.

Magia dos meiões brancos.

Depois de 22 anos voltamos a erguer a taça de Campeão Brasileiro, pela 9ª vez na história, de forma merecida, incontestável para desespero da grande mídia e dos rivais.

Com o eneacampeonato, nos isolamos ainda mais na liderança do ranking de troféus nacionais: além dos nove brasileiros (1960, 1967, 1967, 1969, 1972, 1973, 1993, 1994 e 2016) são três Copas do Brasil (1998, 2012 e 2015) e uma Copa dos Campeões (2000).

31172084961_cbc1e9ae6d_o
Foto: Fábio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação
imagem_2607_original
Foto: Fábio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação

Jogo válido pela 37ª rodada do Brasileirão 2016.

Gol, melhores momentos, jogo completo, pós-jogo.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 27/11/2016, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS-FIFA)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Alexandre A Pruinelli Kleiniche (RS)
Público: 40.986 pagantes
Renda: R$ 4.171.317,26
Cartões amarelos: Fabiano (PAL), Bruno Rangel e Marcelo (CHA)
Gol: Fabiano, aos 25 minutos do primeiro tempo

Palmeiras: Jailson (Fernando Prass); Fabiano (Gabriel), Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Tchê Tchê (Thiago Santos), Jean e Moisés; Dudu, Gabriel Jesus e Róger Gudes
Técnico: Cuca

Chapecoense: Danilo; Gimenez, Marcelo, Filipe Machado e Alan Ruschel; Matheus Biteco, Sérgio Manoel e Cleber Santana (Gil); Tiaguinho (Ailton Canela), Bruno Rangel (Kempes) e Lucas Gomes
Técnico: Caio Junior

31250475836_35a3771439_o
Foto: Fábio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação
31250461766_96bc911eab_o
Foto: Fábio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação

Nota de pesar

Um dia em meio (noite/madrugada de 28 para 29) o bravo time da Capecoense embarcou para a Colômbia para a decisão da Copa Sul-Americana.

Quase chegando no aeroporto de Medellín foi vítima da maior catástrofe da história esportiva.

19 dos 22 jogadores morreram num acidente aéreo que vitimou 71 pessoas entre comissão técnica, dirigentes, convidados, imprensa e tripulantes.

A Sociedade Esportiva Palmeiras lamenta profundamente a tragédia ocorrida com a delegação da Chapecoense na manhã desta terça-feira (29). Tivemos a honra de receber a equipe coirmã em nosso estádio no último domingo (27), e o jogo foi disputado em completo clima de respeito, profissionalismo e lealdade. Não à toa, quando o ônibus do time catarinense deixava o Allianz Parque, os representantes da Chape foram aplaudidos e incentivados pela torcida palmeirense rumo ao título da Copa Sul-Americana.

Lamentamos também a morte de dirigentes, jornalistas, tripulação e demais passageiros. Nossa eterna gratidão aos profissionais que trabalharam no Palmeiras e honraram a camisa durante todo o tempo em que estiveram conosco. Caio Júnior, Josimar, Ananias e Mário Sérgio Pontes de Paiva estarão para sempre em nossas memórias. Nossos profundos sentimentos a todos familiares e amigos.

#FORÇACHAPE

21965290
Foto: NELSON ALMEIDA / AFP

Descancem em paz!

Leia mais »

Palmeiras 2 (4) x (3) 1 Santos – 02/12/2015

23521094035_59d4364873_o
SÃO PAULO, SP – 02.12.2015: PALMEIRAS X SANTOS – Os jogadores da SE Palmeiras, comemoram a conquista da Copa do Brasil após jogo contra a equipe do Santos FC, na Arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

É CAMPEÃO!

Jogando um bom futebol ficamos a frente do marcador (com 2 gols de diferença) durante quase todo o jogo. Aos 41 do 2º o castigo: o gol que levou o jogo aos temerosos pênaltis.

Seria muito cruel, para os quase 40 mil presentes e os milhões de apaixonados ligados na espetacular atmosfera de festa, essa taça não ficar no Palestra.

Prass é o cara. Além de pegar pênaltis também converteu a última cobrança da série nos dando o título. Salve salve Fernando Prass. Quase São Prass!!!

Místicas meias brancas!

Jogo de volta pela final da Copa do Brasil 2015.

23521069305_238fd316ff_o
SÃO PAULO, SP – 02.12.2015: PALMEIRAS X SANTOS – O goleiro Fernando Prass, da SE Palmeiras, comemora a conquista da Copa do Brasil após jogo contra a equipe do Santos FC, na Arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)
23495031306_6d48bd739a_o
SÃO PAULO, SP – 02.12.2015: PALMEIRAS X SANTOS – O time da SE Palmeiras, posa para foto em jogo contra a equipe do Santos FC, durante partida válida pela final (volta), da Copa do Brasil, na Arena Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 (4) X (3) 1 SANTOS

LOCAL: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
DATA/HORA: 2/12/2015 – 22h
ÁRBITRO: Heber Roberto Lopes (SC)
AUXILIARES: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (SP)
RENDA/PÚBLICO: R$ 5.336.631,25 / 39.660

CARTÕES AMARELOS: Matheus Sales e João Pedro (PAL); Gabriel (SAN)
CARTÕES VERMELHOS: –
GOLS: Dudu, 11’/1ºT (1-0); Dudu, 39’/2ºT (2-0); Ricardo Oliveira, 41’/2ºT (2-1)

PÊNALTIS:
PALMEIRAS: 
Fizeram: Zé Roberto, Jackson, Cristaldo e Fernando Prass; Errou: Rafael Marques
SANTOS: Fizeram: Geuvânio, Lucas Lima, Ricardo Oliveira; Erraram: Marquinhos Gabriel, Gustavo Henrique

PALMEIRAS: Fernando Prass; João Pedro (Lucas Taylor, 26’/2ºT), Vitor Hugo, Jackson e Zé Roberto; Matheus Sales, Arouca e Robinho; Gabriel Jesus (Rafael Marques, 40’/1ºT), Dudu e Lucas Barrios (Cristaldo, 26’/2ºT). TÉCNICO: Marcelo Oliveira

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz (Werley, 28’/1ºT), Gustavo Henrique e Zeca; Renato, Thiago Maia (Paulo Ricardo, 35’/2ºT) e Lucas Lima; Gabriel (Geuvânio, 18’/2ºT), Marquinhos Gabriel e Ricardo Oliveira. TÉCNICO: Dorival Júnior

Leia mais »

Palmeiras 3 x 0 Boa Esporte – 16/11/2013

83966
Torcedor exibe faixa comemorando o acesso para a Série A. (Foto: Alex Silva/Estadão)

Missão cumprida.

10 anos depois da primeira conquista da série B, cumprimos a segunda obrigação de 2013 e conquistamos novamente o título inglório de campeão da segundona. A primeira obrigação era subir para a elite.

É um título inglório, no entanto, há honra em conquistá-lo. Há outros clubes tidos como “grandes” que, quando jogam uma série B, não ganham. Pela diferença de peso de camisa e orçamento esse título é mais que obrigação.

O jogo não foi grandes coisas, apesar do bom placar. 1º tempo morno com uma leve melhora no 2º. Digno da temporada.

Jogo válido pela 36ª rodada da série B do Brasileirão 2013.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 16/11/2013, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Público: 17.163 pagantes
Renda: R$ 611.560,00
Assistentes: Edina Alves Batista (PR) e Luiz Souza Santos Renesto (PR)
Cartões amarelos: Wendel, Alan Kardec e Charles (Palmeiras); Vinicius Hess, Marcelinho Paraíba, Betinho, Ciro Sena e Moisés (Boa)
Gols: Felipe Menezes, aos 28 minutos do primeiro tempo; Leandro, aos 10, e Juninho, aos 31 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Fernando Prass; Wendel (Charles), André Luiz, Marcelo Oliveira e Juninho (Rondinelly); Eguren, Márcio Araújo e Felipe Menezes (Fernandinho); Serginho, Leandro e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

Boa Esporte: Douglas; Rafinha (Moisés), Ciro Sena, Thiago Carvalho e Crystian (Luiz Paulo); Rodrigo Souza, Vinícius Hess, Betinho e Marcelinho Paraíba; Petros e Fernando Karanga
Técnico: Nedo Xavier

2comemoracao-palmeiras-marceloprado2
Elenco palmeirense ergue a taça e comemora a conquista da Série B (Foto: Marcelo Prado) *
* Foto do jogo contra o Ceará na rodada 37.

Leia mais »

Coritiba 1 x 1 Palmeiras – 11/07/2012

betinho_rib-2
Betinho, emocionado, comemora o gol do título do Palmeiras (Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com)

É CAMPEÃO!

PALMEIRAS BI-CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL.

De forma invicta conquistamos mais um título da Copa do Brasil.

O empate em Curitiba depois de termos vencido o jogo de ida foi suficiente para levantarmos a taça.

O Coritiba iniciou a partida indo pra cima para tentar reverter a desvantagem do jogo de ida. Não deixamos por menos e respondemos também com bons ataques.

Na segunda etapa a equipe paranaense voltou com tudo e abriu o marcador aos 16′ num gol de falta. Não deu nem tempo da torcida comemorar que respondemos e empatamos a partida. Daí em diante seguramos o jogo e corremos para o abraço.

Agora o foco se volta para o Brasileirão onde precisamos nos recuperar e sair da zona de rebaixamento o mais rápido possível para não manchar o ano.

Jogo de volta válido pela final da Copa do Brasil 2012.

FICHA TÉCNICA

Local: Couto Pereira, Curitiba (PR)
Data: 11/07/2012, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Sandro Ricci
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Alessandro Matos (BA)
Cartões amarelos: Rafinha, Lincoln e Pereira (Coritiba) e Juninho, João Vitor, Marcos Assunção e Henrique (Palmeiras)
Cartão vermelho: Pereira (Coritiba)
Gols: Coritiba: Ayrton, aos 16 minutos do segundo tempo
Palmeiras: Betinho, aos 20 minutos do segundo tempo

Coritiba: Vanderlei; Jonas (Ayrton), Pereira, Demerson e Lucas Mendes; Willian, Sergio Manoel (Lincoln), Roberto (Anderson Aquino), Everton Ribeiro e Rafinha; Everton Costa
Técnico: Marcelo Oliveira

Palmeiras: Bruno; Artur, Maurício Ramos, Thiago Heleno (Leandro Amaro) e Juninho; Henrique, Marcos Assunção, João Vitor (Márcio Araújo) e Daniel Carvalho (Luan); Mazinho e Betinho
Técnico: Luiz Felipe Scolari

11072012CoritibaPalmeiras1

37580
Foto: JF DIORIO

Leia mais »

Palestra Italia 2 x 1 Paulistano – 19/12/1920

Foto: Palmeiras Online

A derrota no jogo anterior deixou o Palestra e o Paulistano com a mesma pontuação. O critério de desempate foi a marcação de um jogo-extra, em campo neutro. Confiando em sua capacidade, o Palestra não se deixou intimidar pelo peso da camisa inimiga e fez prevalecer seu poderio técnico. A vitória por 2 a 1, em prélio deveras empolgante, com gols de Martinelli e Mateus Forte, serviu para lhe assegurar o primeiro título estadual de sua história e, de quebra, exorcizar o fantasma de um novo vice-campeonato.

O Palestra quase desperdiçou a chance de lograr tão precioso título! Inconformado com uma derrota para o Corinthians por 2 a 1 e com a briga após essa partida, o Palestra chegou a pedir licença da APEA (entidade que organizava o campeonato).

Jogo final válido pela decisão do Paulistão 1920.

FICHA TÉCNICA

Estádio: Floresta
Data: 19/12/20
Árbitro: Hermann Friese
Gols: Martinelli, aos 5 min, Mário, aos 6min, e Matteo Forte, aos 32min do segundo tempo.

Palestra Italia: Primo; Oscar e Bianco; Valle, Picagli e Bertolini; Martinelli, Federici, Heitor, Ministro e Forte.
Paulistano: Arnaldo; Carlito e Guarani; Sérgio, Zito e Mariano; Agnello, Mário, Friedenreich, Guariba e Cassiano.

 

Campanha:

Pontos: 26 | Jogos: 16 | Vitórias: 12 | Empates: 2 | Derrotas: 2 | Gols Pró: 53 | Gols contra: 7 | Saldo: 46

Classificação – Final
Time PG J V E D GP GC SG
1 Bandeira da cidade de São Paulo.svg Palestra Itália 28 17 13 2 2 56 10 46
2 Bandeira da cidade de São Paulo.svg Paulistano 26 17 12 2 3 67 21 46
3 Bandeira da cidade de São Paulo.svg Corinthians 25 16 12 1 3 75 21 54
4 Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Bento 19 16 9 1 6 36 23 13
5 Bandeira da cidade de São Paulo.svg Ypiranga 15 16 6 3 7 31 31 0
6 Bandeira da cidade de São Paulo.svg Minas Gerais 14 16 6 2 8 47 31 16
7 Bandeira da cidade de São Paulo.svg Internacional 11 16 5 1 10 24 57 – 33
8 Bandeira da cidade de São Paulo.svg Atlética das Palmeiras 5 16 2 1 13 17 73 – 56
9 Bandeira da cidade de São Paulo.svg Mackenzie/Portuguesa 3 16 1 1 14 10 77 – 67
10 Bandeira de Santos (São Paulo).svg Santos* 6 9 3 0 6 13 33 – 20
PG – pontos ganhos; J – jogos; V – vitórias; E – empates; D – derrotas; GP – gols pró; GC – gols contra; SG – saldo de gols