Palmeiras 3 x 0 Fluminense – 14/11/2018

30947143167_d949d4cd03_o
Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

A missão era vencer para manter a diferença de 5 pontos para o vice (caso este vença amanhã).

Fizemos um primeiro tempo seguro, com várias chances mas nada de muito perigoso até abrirmos o placar aos 39′.

No retorno da segunda etapa o Fluminense cresceu e tentou reagir. A sensação era de que a qualquer momento uma bola marota nos castigaria, no entanto, seguramos bem e aos 37′ um grande chute de primeira de Felipe Melo trouxe alívio e tranquilidade. Um golaço. Aos 44′ Luan deu números finais ao jogo.

A vitória nos deixa provisoriamente a 8 pontos do Inter. Precisamos de 2 vitórias e 1 empate para garantir o título.

O triunfo fez o Palmeiras alcançar a expressiva marca de um turno completo invicto. A última derrota foi justamente para o Fluminense no primeiro turno que decretou a queda do técnico Roger Machado. São 19 rodadas sem perder (dos 57 pontos que disputou, conquistou 47). A equipe marcou 33 gols e sofreu apenas 7.

Jogo válido pela 34ª rodada do Brasileirão 2018.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 14/11/2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kléber Lúcio Gil (SC-Fifa) e Helton Nunes (SC)
Público: 37.430 pagantes
Renda: R$ 2.480.931,96
Cartões amarelos: Thiago Santos, Lucas Lima, Gustavo Scarpa, Luan e Borja (PAL); Paulo Ricardo, Digão, Richard e Kayke (FLU)
Cartão vermelho: Jadson (FLU)
Gols: Borja, aos 40 minutos do primeiro tempo; Felipe Melo, aos 37, e Luan, aos 44 da etapa final

Palmeiras: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Bruno Henrique e Lucas Lima (Felipe Melo); Willian (Gustavo Scarpa), Dudu (Jean) e Borja
Técnico: Felipão

Fluminense: Júlio César; Igor Julião, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Jadson e Sornoza; Júnior Dutra (Kayke), Luciano (Marcos Júnior) e Cabezas (Everaldo)
Técnico: Marcelo Oliveira

PALMEIRAS x FLUMINENSE: RETROSPECTO GERAL
Líder do Brasileirão, o Palmeiras recebe o Fluminense na noite desta quarta-feira (14), no Allianz Parque, pela 34ª rodada do torneio nacional. No retrospecto geral de confrontos, a vantagem é palestrina. Até hoje, os clubes mediram forças em 108 oportunidades. Foram 58 vitórias do Alviverde, 16 empates e 34 derrotas. O Verdão marcou 187 gols e foi vazado em 152 oportunidades.

PALMEIRAS x FLUMINENSE 30 VEZES NO PALESTRA ITALIA / ALLIANZ PARQUE
Levando em conta apenas jogos disputados no Palestra Italia / Allianz Parque, o retrospecto do Alviverde diante do Fluminense é impressionante. As equipes medirão forças nesta quarta-feira (14) no local pela 30ª vez – nas outras 29, o Verdão venceu 24 vezes, empatou dois jogos e foi superado apenas três vezes (63 gols marcados e 34 sofridos). Desde 2002, o Palmeiras levou a melhor em todos os confrontos que disputou com o Tricolor Carioca em sua casa – 11 jogos e 11 triunfos.

PALMEIRAS x FLUMINENSE: MAIOR GOLEADA DA HISTÓRIA
Já a maior goleada da história, pelo lado do Verdão, foi registrada em janeiro de 2000, em partida válida pelo Torneio Rio-São Paulo daquele ano. O Palmeiras venceu por 6 a 2, com gols marcados por Euller (4), Asprilla e Basílio. O atacante Euller, inclusive, segue até hoje como um dos líderes do ranking de artilheiros do Verdão em partidas diante do Fluminense. Com cinco gols, ele divide a primeira colocação com Echevarrieta, Rodrigues Tatu, Servílio e Lucas Barrios.

Palmeiras vence Fluminense e fica cada vez mais perto do título do Campeonato Brasileiro

Francisco De Laurentiis

Palmeiras segue firme e forte rumo ao título do Campeonato Brasileiro.

Nesta quarta-feira, a equipe alviverde venceu o Fluminense por 3 a 0, no Allianz Parque, em jogo válido pela 34ª rodada, e deu mais um passo em direção à conquista de seu 10º título nacional.

Esse foi o 19º jogo seguido da equipe alviverde sem perder, igualando a maior série invicta da história dos pontos corridos (desde 2003), conseguida pelo Corinthians campeão de 2017.

Borja, no primeiro tempo, Felipe Melo, em um golaço na segunda etapa, e Luan, quase nos acréscimos, foram os heróis da noite alviverde.

Com o resultado, o time comandado por Luiz Felipe Scolari vai a 70 pontos e segue firme na liderança. O placar ainda obriga o Internacional, que tem 62 pontos, a vencer o América-MG, nesta quinta-feira, se quiser seguir na briga pelo título.

O Tricolor, por sua vez, estaciona nos 41, em 11º lugar.

Na próxima rodada, o Palmeiras viaja para enfrentar o já rebaixado Paraná Clube, em Londrina-PR, domingo, às 17h (de Brasília).

No dia seguinte, às 20h, o Fluminense recebe o Ceará, no Maracanã.

O JOGO

No embalo da torcida, o Palmeiras começou pressionando o Fluminense e quase abriu o placar no primeiro ataque do jogo: após a bola pipocar na área, Willian conseguiu arrematar forte para o gol, mas Júlio César, bem colocado, defendeu sem dar rebote.

Nos minutos seguintes, a partida seguiu na mesma toada: o Verdão tentava atacante com Lucas Lima, Dudu e Willian, enquanto o time visitante jogava fechadinho, esperando um possível contra-ataque.

Aos 14, nova boa oportunidade para os donos da casa: após Dudu ser derrubado perto da meia-lua, Bruno Henrique disparou belo chute em cobrança de falta, mas Júlio César espalmou bonito e salvou o Flu.

Cinco minutos depois, mais Palmeiras. Diogo Barbosa e Dudu fizeram boa combinação, e Borja foi lançado em velocidade. O colombiano arriscou cruzado de esquerda, para mais uma intervenção do arqueiro tricolor.

Depois disso, o jogo ficou mais ríspido, com muitas faltas e jogadores pedindo atendimento médico. O atacante Dudu era derrubado a todo momento, e o árbitro Bráulio da Silva Machado começou a tirar o cartão amarelo do bolso.

A primeira chegada perigosa do Flu veio só aos 35, quando Igor Julião cruzou da direita e Júnior Dutra tentou de primeira, mas longe da meta de Weverton.

Pouco depois, em uma falta na lateral da área, a equipe carioca ameaçou de novo: Sornoza tentou surpreender Weverton e bater direto, mas o goleiro palestrino estava esperto e agarrou sem problemas.

Depois desses dois sustos, porém, o Palmeiras abriu o placar: Diogo Barbosa fez ótima jogada pela esquerda e cruzou, a bola desviou e sobrou para Borja, que mandou para o fundo das redes.

Explosão de alegria no Allianz Parque com o 20º gol do gringo em 2018. Ao mesmo tempo, os atletas tricolores reclamaram que a bola desviou na mão de Willian no lance do tento, mas a arbitragem nada marcou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.