Botafogo 1 x 2 Palmeiras – 02/08/2017

Botafogo vs Palmeiras
Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Em busca de uma vitória para manter o embalo no campeonato fomos ao RJ enfrentar a equipe do Botafogo.

Fizemos um bom primeiro tempo e no último lance abrimos o marcador com um gol contra após cobrança de falta na área.

Oscilamos no segundo tempo e permitimos o empate (num gol impedido), mas conseguimos reagir e conquistar vitória. Não foi um jogo primoroso, porém, o placar foi completamente justo.

Nos mantivemos em 4º na tabela de classificação com 32 pontos (1 atrás do planejado), 12 do líder.

Jogo válido pela 18ª rodada do Brasileirão 2017.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO 1 X 2 PALMEIRAS

DATA-HORA: 02/08/2017, às 21h45
LOCAL: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
ÁRBITRO: Rafael Traci (PR)
ASSISTENTES: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Robenbaum (PR)
CARTÕES AMARELOS: Carli, Igor Rabello, Rodrigo Lindoso e João Paulo e Valencia (BOT); Egídio e Jailson (PAL)
CARTÃO VERMELHO: –
RENDA/PÚBLICO: R$ 294.110,00/ 6.840 pagantes
GOLS: Igor Rabello, contra (45’/1ºT), Rodrigo Pimpão (8’/2ºT), Deyverson (40’/2ºT)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Luis Ricardo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso (Valencia, Intervalo), Bruno Silva, Matheus Fernandes (Guilherme, 30’/2ºT) e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger (Brenner, 41’/2ºT)- TÉCNICO: Jair Ventura.

PALMEIRAS: Jailson, Mayke, Luan, Juninho e Egídio; Thiago Santos, Bruno Henrique (Zé Roberto, 28’/2ºT) e Dudu; Róger Guedes (Borja, 32’/2ºT), Deyverson e Keno (Raphael Veiga, 17’/2ºT) – TÉCNICO: Cuca.

Verdão leva vantagem contra Botafogo no retrospecto geral e no Brasileirão; veja números

Departamento de Comunicação
01/08/2017 – 17h24

O Palmeiras entra em campo nesta quarta-feira (02), às 21h45, para enfrentar o Botafogo, no estádio Nilton Santos-RJ, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2017. Contra o Alvinegro carioca, o Verdão possui vantagem história no retrospecto geral e também considerando apenas jogos do torneio nacional.

No cômputo geral, foram 113 embates entre as duas equipes, com 42 vitórias, 37 empates e 34 reveses. Além disso, considerando apenas os duelos frente aos quatro grandes do Rio (Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo), o time da Estrela Solitária foi justamente o primeiro clube carioca a ter cruzado os caminhos do Palmeiras – à época Palestra Italia. O embate aconteceu em 3 de maio de 1922, e o Verdão levou a melhor batendo o Alvinegro por 1 a 0, no Parque Antarctica, em jogo válido pela Taça City.

Em Brasileiros, já foram realizados 52 confrontos entre os rivais. O retrospecto mostra vantagem alviverde, com 21 vitórias, 17 empates e 14 derrotas. Um desses encontros foi a final da edição de 1972, quando o 0 a 0 no placar garantiu ao Palmeiras, dono da melhor campanha da competição, seu quinto título nacional.

O maior placar da história do confronto também ocorreu no Brasileirão: foi na edição de 1999. Em 6 de novembro daquele ano, Asprilla (2), Cléber, Agnaldo, Pena e Evair comandaram o passeio por 6 a 0 diante do rival alvinegro em pleno Palestra Italia.

Já na capital carioca, a maior goleada palmeirense sobre os botafoguenses ocorreu em 1965, pelo Torneio Rio-São Paulo, quando o Alviverde desfilou o elenco da Primeira Academia no Maracanã e venceu o adversário por 5 a 3. Rinaldo, Ademar Pantera (3) e Tupãzinho marcaram para o Verdão no duelo. O time comandado à época pelo técnico Filpo Nuñez se sagrou campeão daquela edição do torneio interestadual.

PÓS-JOGO

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 02/08/2017 – 23:37h.
Palmeiras supera arbitragem ruim e vence o Botafogo no Rio por 2 a 1
Verdão saiu na frente, tomou o empate com gol irregular mas garantiu os 3 pontos no final, com Deyverson.
Com Dudu de armador, o Palmeiras iniciou o jogo tomando a iniciativa. Aos 4 minutos Thiago Santos lançou Róger Guedes, que sem querer ajeitou de cabeça para Deyverson soltar a bomba; a bola desviou em Joel Carli e saiu rente ao travessão. Na cobrança de escanteio executada por Dudu, Juninho desviou de cabeça e conseguiu outro tiro de canto; na segunda tentativa, Luan ficou sobra e isolou.

Parecia que o time do técnico Cuca manteria facilmente o controle da partida, mas aos poucos o Botafogo foi conseguindo anular as principais peças alviverdes e o jogo ficou chato, pois a equipe carioca também não conseguia chegar. Após longos minutos de maus tratos à bola, com direito a muitos passes errados, o Verdão voltou a tentar a sorte aos 27 minutos com Luan, que arriscou de fora da área, sem perigo.

A chance desperdiçada pelo zagueiro, no entanto, fez o Palmeiras acordar. Aos 28 minutos Keno interceptou um passe no meio-campo, arrancou em velocidade pela esquerda e deu o gol de presente para Deyverson, que não conseguiu finalizar como gostaria, mas mesmo assim exigiu ótima defesa de Gatito Fernandez; no rebote Bruno Silva bloqueou a segunda finalização do camisa 16 Palmeirense.

Aos 29 minutos Mayke cruzou para Deyverson escorar por cima do travessão. A primeira finalização do Botafogo surgiu apenas aos 31 minutos, quando João Paulo cobrou falta e Roger desviou para fora, sem perigo para Jailson. A investida dos mandantes, no entanto, não desestabilizou o Verdão, que seguiu melhor.

Um dos destaques em campo, aos 40 minutos Thiago Santos apareceu pela direita e cruzou para Deyverson cabecear para fora. Aos 43 Bruno Henrique cobrou falta da entrada da área, por cima do travessão. A superioridade Palmeirense acabou sendo recompensada no último minuto do primeiro tempo; Egídio cobrou falta sofrida por Róger Guedes, Carli resvalou e Igor finalizou contra a própria meta: 1 a 0.

A etapa final começou com o Verdão quase ampliando a vantagem logo no primeiro minuto: Egídio cobrou falta e Deyverson desviou no canto direito baixo do goleiro, que foi buscar. A resposta do Botafogo não demorou; aos 7 minutos Valência cobrou falta, por cima.

Aparentemente o panorama da partida não mudaria tanto, mas aos 9 minutos Keno quis driblar no meio-campo e perdeu a bola; os mandantes armaram rápido contra-ataque, Valência cruzou para Roger finalizar de primeira e parar em boa defesa de Jailson, mas no rebote Rodrigo Pimpão, em completo impedimento, aproveitou. O assistente não anulou: 1 a 1.

O empate recolocou a equipe carioca no jogo. Aos 13 minutos, após levantamento na área, Pimpão escorou alto demais, mas por segurança Jailson mandou para escanteio, que não resultou em nada. Aos 16 Matheus arriscou de fora da área, sem direção.

Para tentar fazer o time se reorganizar, aos 17 minutos Cuca trocou Keno por Raphael Veiga, “devolvendo” Dudu para sua posição de origem. Aos 21 minutos Igor só não fez o segundo para o Botafogo porque Deyverson chegou para salvar no último instante. Seria outro gol irregular, já que o bandeirinha voltou a ignorar um impedimento claro.

Como a primeira alteração não surtiu efeito, aos 28 minutos Cuca trocou Bruno Henrique por Zé Roberto, e logo na sequência sacou Róger Guedes para a entrada de Borja. Aos 35 Gatito errou uma reposição, Deyverson interceptou, avançou, mas demorou muito para chutar, dando chance para Igor chegar e bloquear.

O jogo era aberto. Aos 39 minutos Roger recebeu na área, cortou dois marcadores e bateu colocado, mas Jailson foi buscar. No contra-ataque o Palmeiras fez o gol da vitória; após boa jogada de Egídio com Zé Roberto pela esquerda, o camisa 11 cruzou para Deyverson chegar finalizando de sola: 2 a 1.

Novamente a frente no placar, o Palmeiras tratou de segurar o resultado a qualquer custo, e conseguiu, pois o Botafogo não conseguiu mais chegar perto da meta do Jailson.

Com mais uma vitória fora de casa, o time do técnico Cuca amplia a série positiva no Brasileirão, vai a 32 pontos e segue na caça aos líderes.

Domingo (06/08) o Verdão recebe o Atlético-PR no Allianz Parque. O jogo, válido pelo encerramento do turno, será disputado às 16h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.