Sport 1 x 3 Palmeiras – 04/07/2016

age20160704164

(Foto: Peu Ricardo)

Jogo perigoso e complicado. O adversário desesperado pelos maus resultados lutou, mas conseguimos construir boas jogadas e liquidar a partida com um segundo tempo consistente e crescendo após tomar o gol de empate.

Roger Guedes terminou a partida na lateral após 3 alterações forçadas.

Vitória importantíssima antes da sequência forte que teremos nos próximos 3 jogos.

Jogo válido pela 13ª rodada do Brasileirão 2016.

FICHA TÉCNICA:
SPORT 1 X 3 PALMEIRAS

Local: Ilha do Retiro, no Recife (PE)
Data: 04 de julho de 2016, segunda-feira
Horário: 20 horas (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Auxiliares: Alexandre Kleiniche e Elio Nepomuceno Junior (ambos do RS)
Público: 26.419 pagantes
Renda: R$ 491.860,00
Cartões amarelos: Erik, Mina, Gabriel Jesus, Thiago Santos, Roger Guedes (PAL); Matheus Ferraz, Samuel Xavier, Agenor e Rodney Wallace (SPO)
Gols:
SPORT: Gabriel Xavier, aos 13 minutos do 2º Tempo
PALMEIRAS: Erik, aos 10 minutos do 1º Tempo, Gabriel Jesus, aos 20 minutos do 2º tempo, e Cleiton Xavier, aos 26 minutos do 2º Tempo

SPORT: Agenor; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Rodney Wallace; Serginho (Rodrigo Mancha), Rithely, Gabriel Xavier, Diego Souza e Rogério (Mark Gonzalez); Edmilson (Clayton). Técnico: Oswaldo de Oliveira

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean (Cleiton Xavier), Mina, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Tchê Tchê (Thiago Martins) e Moisés (Matheus Sales); Róger Guedes, Gabriel Jesus e Erik. Técnico: Cuca

Palmeiras busca 15ª vitória sobre Sport em Brasileiros; confira retrospecto

Felipe Krüger
Departamento de Comunicação
04/07/2016 – 09:46h

Uma vitória do Palmeiras nesta segunda-feira (04), na Ilha do Retiro, contra o Sport, irá marcar o 15º triunfo da história do time alviverde sobre os pernambucanos em jogos do Campeonato Brasileiro. Foram, ao todo, 32 partidas, com 14 jogos vencidos pelo Verdão, sete empates e 11 reveses.

O primeiro triunfo palestrino sobre o Sport em Brasileiros aconteceu em 1971, quando o Alviverde venceu, na Ilha do Retiro, em Recife, por 2 a 0 – dois gols do artilheiro Leivinha. Já a vitória mais recente pela principal competição nacional foi registrada em setembro de 2012 – naquela oportunidade, o Verdão venceu por 3 a 1, no estádio do Pacaembu – os tentos foram anotados por Corrêa, Tiago Real e Obina.

A principal sequência de vitórias do Palmeiras sobre o time pernambucano pelo Brasileirão aconteceu entre 1991 e 1996 – neste período, o Verdão superou o rival em sete partidas consecutivas, com direito a uma goleada por 4 a 1, em 1996, com gols de Luizão (2), Djalminha e Elivélton.

Retrospecto geral

O histórico de confrontos entre Palmeiras e Sport indica 56 jogos, sendo 27 vitórias do Palmeiras, 11 empates e 18 derrotas. O primeiro encontro das duas equipes aconteceu em maio de 1955, quando o Verdão superou os pernambucanos por 2 a 1, na Ilha do Retiro.

 

—————————————————

Fonte: http://www.verdao.net/noticia.php?n=16825

Verdão vence o Sport fora de casa e se mantém líder isolado

Erik desencanta, Jesus e Cleiton Xavier deixam suas marcas e Palmeiras traz três pontos da Ilha do Retiro.

Com Jean de volta, Mina de titular e Erik no lugar de Dudu, o Verdão iniciou o jogo melhor que o Sport. Aos 2 minutos Tchê Tchê tocou para Gabriel Jesus, que fintou seu marcador e bateu, mas Durval apareceu para bloquear. Aos 10 saiu o gol. Erik iniciou o jogada, passou para Jesus e correu para a área; o camisa 33 devolveu o passe e o camisa 14 finalmente desencantou: 1 a 0.

Atrás no marcador, os mandantes tentaram reagir rapidamente. Aos 14 minutos Rogério recebeu na entrada da área, girou e bateu com perigo à esquerda de Fernando Prass. Estreante da noite, o zagueiro Yerry Mina arriscou um chute de muito longe aos 15, nas mãos do goleiro.

Aos 17 minutos Diego Souza cobrou com muito perigo uma falta da entrada da área; Prass evitou o empate com uma linda defesa. Aos 21 o troco: Róger Guedes recebeu de Erik e bateu colocado, por cima. Aos 32 minutos outra chance para o camisa 23; Jesus ganhou a disputa com Matheus Ferraz e passou para Róger Guedes, que fintou o zagueiro da sobra e bateu fraco, fácil para Agenor. Moisés estava livre pela direita…

Com o passar do tempo o Sport começou a mostrar certo nervosismo por não conseguir criar chances claras de gol. A última investida da equipe pernambucana no primeiro tempo foi aos 34 minutos num chute cruzado de Diego Souza, para fora.

Na etapa final, sem alterações, o Verdão voltou disposto a esperar o Sport para contra-atacar. Aos 2 minutos, após cruzamento da esquerda, Rogério ganhou de Zé Roberto e escorou de cabeça, por cima. Aos 4 Jean cobrou muito mal uma falta perto da área.

Aos 7 minutos Moisés tentou puxar um contra-ataque mas sentiu a coxa direita. Matheus Sales entrou em seu lugar. Na jogada seguinte os mandantes quase empataram. Diego Souza deu bom passe para Rogério, que bateu cruzado, para fora. Aos 11 Gabriel Jesus ficou pedindo pênalti de Druval, que não aconteceu.

Mais ligado em campo, o Sport conseguiu chegar ao empate aos 13 minutos após um lance confuso na área; Mina não conseguiu afastar e a bola sobrou para Gabriel Xavier passar por Prass e empurrar para o fundo da rede: 1 a 1. O gol serviu para o Verdão acordar. Aos 15 minutos Jesus fez boa jogada individual e bateu rente à trave direita do goleiro.

Precisando da vitória para manter a vantagem na liderança e também para melhorar o rendimento como visitante, o time do técnico Cuca partiu em busca do segundo gol. Aos 16 minutos Erik deu bom passe para Jesus, que parou em Agenor. Aos 18 minutos Jean (com piriri) precisou deixar o jogo e foi substituído por Cleiton Xavier.

Mais encorpado em campo, o Palmeiras voltou a ficar a frente no placar aos 20 minutos; Thiago Santos roubou a bola de Richely e deixou Jesus cara a cara com o goleiro; o camisa 33 mostrou categoria, escolheu o canto e correu para o abraço: 2 a 1.

O segundo gol desestruturou os mandantes, que viram o Verdão crescer ainda mais. Aos 24 minutos Cleiton Xavier deu ótimo passe para Jesus, que tentou marcar o terceiro dando um toquinho por cobertura; a bola ia para fora mas o goleiro deu uma ajuda e derrubou o atacante, cometendo pênalti. Cleiton Xavier foi para a cobrança e ampliou: 3 a 1.

Com dois gols de vantagem, o Palmeiras enfim soube controlar a partida de maneira inteligente, tocando a bola e eventualmente chegando ao ataque. Aos 36 minutos Tchê Tchê também pediu para sair. Em seu lugar entrou Thiago Martins.

O Sport, mesmo desanimado, ainda conseguiu criar algumas oportunidades. Aos 39 e 40 minutos o chileno Mark Gonzáles levou certo perigo em duas finalizações, na melhor delas, a primeira, fazendo Prass praticar boa defesa.

No contra-ataque, aos 45 minutos, o Verdão perdeu a chance de transformar a vitória em goleada; Cleiton Xaiver enfiou para Jesus, que ganhou do zagueiro e bateu, mas Agenor estava atento. Apesar dos injustificáveis seis minutos de acréscimo, os donos da casa não conseguiram reagir.

Com a vitória, a segunda fora de casa, o Palmeiras vai a 28 pontos e mantém a liderança isolada do Brasileirão. Agora já são cinco rodadas seguidas na ponta.

Agora o Verdão para por uma semana pois o próximo compromisso pelo Brasileirão está marcado para 20h30 da próxima terça-feira (12/07) contra o Santos, no Allianz Parque.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.