Palmeiras 1 x 1 Atlético/PR – 07/12/2014

henrique
Foto: Paulo Whitaker/Reuters

UFA!!! Acabou o sofrimento. Obrigado Santos.

Precisávamos apenas ganhar esse último jogo para escapar da degola por conta própria e nem isso fizemos.

Num dos campeonatos mais ridículos de todos os tempos (só não fica atrás de 2002 e 2012), nos safamos do rebaixamento graças ao Santos, que venceu seu jogo contra o Vitória, e a 4 outros times que conseguiram ser mais incompetentes que nós e foram para a segunda divisão.

Valdívia, depois de desfalcar o time durante quase o ano todo, jogou no sacrifício e foi um dos destaques. É uma pena que joga quando quer!!!

E assim, de forma patética comemorando um empate e a vitória de um rival, encerramos o esperado ano do Centenário sem refletir nossa própria vitoriosa e gloriosa história. 2014 nunca mais. Que venha logo 2015 com tudo novo.

Jogo válido pela 38ª rodada do Brasileirão 2014.

Gols, melhores momentos, jogo completo.

FICHA TÉCNICA

Local: Allianz Parque, São Paulo (SP)
Data: 07/12/2014, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Público: 33.151 pagantes
Renda: R$ 2.967.260,00
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Marcelo Bertanha Barison (RS) e Jose Antônio Chaves Franco Filho (RS)
Assistentes adicionais: Francisco de Paula dos Santos Silva Neto (RS) e Diego Almeida Real (RS)
Cartões amarelos: Cristaldo (Palmeiras); Dráusio (Atlético-PR)
Gols: Palmeiras: Henrique (pênalti), aos 19 minutos do primeiro tempo; Atlético-PR: Ricardo Silva, aos 9 minutos do primeiro tempo

Palmeiras: Fernando Prass; João Pedro, Nathan (Victorino), Lúcio e Victor Luis; Gabriel Dias, Renato, Wesley (Cristaldo) e Valdivia; Mazinho (Mouche) e Henrique
Técnico: Dorival Júnior

Atlético-PR: Weverton; Mário Sérgio, Dráusio, Ricardo Silva e Olaza; Otávio; Paulinho Dias, Nathan (Matteus), Marcos Guilherme; Coutinho e Dellatorre (Pedro Paulo)
Técnico: Claudinei Oliveira

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 07/12/2014 – 19:02h.
Palmeiras empata e se salva graças a rival
Jogando no Allianz Parque, Verdão fica no 1 a 1 com o Atlético-PR e só não é rebaixado porque o Santos deu uma mão.

O Palmeiras iniciou o “jogo do ano” repetindo as péssimas atuações das rodadas anteriores. A primeira finalização foi alviverde, mas o chute de Lúcio não levou perigo algum à meta de Weverton. Aos 9 o Atlético chegou com perigo; Fernando finalizou, Prass defendeu mas o rebote foi de Douglas, que finalizou e só não fez o gol porque Gabriel Dias tirou sobre a linha.

Na cobrança de escanteio, porém, o gol saiu. Lúcio não subiu e apenas observou Ricardo Silva escorar para o fundo da rede: 1 a 0. Atordoado, o Palmeiras tentou responder aos 15, quando Mazinho cobrou falta na cabeça de Nathan, mas a conclusão saiu fraca. Aos 17 João Pedro não cruzou nem chutou, mas exigiu de Weverton uma boa defesa. Aos 18 minutos Gabriel Dias finalizou e a bola desviou na mão de Dráuzio. Pênalti assinalado pelo assistente e convertido por Henrique: 1 a 1.

O empate deu um gás ao Verdão, mesmo que momentâneo. Aos 24 Mazinho lançou Wesley, que correu com o freio de mão puxado, sendo bloqueado por Ricardo Silva na hora do chute. Jogando sem compromisso, o Atlético-PR não se intimidou e voltou a levar perigo aos 27 com Natan, que exigiu de Prass uma ótima defesa.

Aos 35 minutos o Palmeiras respondeu. Renato arriscou da entrada da área e o goleiro mandou para escanteio. Aos 40 outra boa chance, para os visitantes. Após cobrança de falta, Douglas – sozinho – desviou no canto esquerdo de Prass, que foi buscar. A última chance da etapa inicial foi do Palmeiras, mas o chute de Wesley saiu fraco, nas mãos do goleiro.

No segundo tempo, com Valdivia com mas mobilidade, o Verdão voltou um pouco melhor. Aos 3 minutos João Pedro cruzou, a zaga afastou e Mazinho finalizou, mas a bola, que tinha direção, bateu em Dráuzio e saiu. Aos 7 Dorival trocou Wesley por Cristaldo. Três minutos depois o gol quase saiu, mas para o Atlético. Mário Sérgio passou como quis por três Palmeirenses e bateu com perigo à direita de Prass.

A situação ficou um pouco mais tensa quando aos 14 minutos Nathan sofreu uma lesão, tendo de ser substituído por Victorino. Aos 15 nova investida da equipe paranaense; após confusão na área a bola sobrou para Marcos Guilherme, que soltou a bomba, mas no meio do caminho estava Lúcio, que mandou para escanteio.

Aos 22 minutos Valdivia enfiou para Cristaldo, que tentou encobrir o goleiro, sem sucesso. Como os outros resultados da rodada não estavam ajudando muito (o Bahia vencia e o Vitória empatava), aos 25 minutos Dorival resolveu arriscar tudo trocando Mazinho por Mouche.

Com um time mais ofensivo, algumas chances apareceram. Aos 27 minutos João Pedro fez bola jogada pela direita e cruzou; Renato tentou de letra, e atrás dele estava Henrique, livre de marcação. Aos 34, após cruzamento de Victor Luis, Henrique bateu de primeira, a bola sobrou para Gabriel Dias, sozinho, desviar para fora.

Os 10 minutos finais foram ainda mais tensos, pois o Palmeiras não poderia sofrer um gol – já que o Bahia vencia o Coritiba – e ainda tinha que secar o Vitória, que empatava com o Santos. Nervoso, o time de Dorival não conseguiu criar mais nenhuma oportunidade, isso apesar dos 4 minutos de acréscimo.

Quando o árbitro encerrou a partida no Allianz Parque o destino alviverde ainda não estava selado, até que surgiu a notícia dos gols de Coritiba e Santos, resultados que enfim garantiram o Palmeiras na primeira divisão do Brasileirão. Ufa! Graças aos rivais…

Assim, de forma dramática e melancólica terminou 2014, ano do centenário Palmeirense. O elenco entra em férias e só volta aos treinos em meados de janeiro. A estreia no Paulistão 2015 está marcada para 01/02 contra o Grêmio Audax, em Osasco.

1
  Cruzeiro
80
38
24
8
6
67
38
29
70
2
  São Paulo
70
38
20
10
8
59
40
19
61
3
  Internacional
69
38
21
6
11
53
41
12
60
4
  Corinthians
69
38
19
12
7
49
31
18
60
5
  Atlético-MG
62
38
17
11
10
51
38
13
54
6
  Rebaixado
61
38
17
10
11
61
42
19
53
7
  Grêmio
61
38
17
10
11
36
24
12
53
8
  Atlético-PR
54
38
15
9
14
43
42
1
47
9
  Santos
53
38
15
8
15
42
35
7
46
10
  Flamengo
52
38
14
10
14
46
47
-1
45
11
  Sport
52
38
14
10
14
36
46
-10
45
12
  Goiás
47
38
13
8
17
38
40
-2
41
13
  Figueirense
47
38
13
8
17
37
47
-10
41
14
  Coritiba
47
38
12
11
15
43
45
-2
41
15
  Chapecoense
43
38
11
10
17
39
44
-5
37
16
  Palmeiras
40
38
11
7
20
34
59
-25
35
17
  Vitória
38
38
10
8
20
37
54
-17
33
18
  Bahia
37
38
9
10
19
31
43
-12
32
19
  Botafogo
34
38
9
7
22
31
48
-17
29
20
  Criciúma
32
38
7
11
20
28
56
-28
28
Números do Palmeiras no campeonato
Jogos Pontos em casa Pontos fora Total
Turno: 19 10/27 = 37,03% 08/30 = 26,66% 18/57 = 31,57%
Returno: 19
15/30 = 50,00% 07/27 = 25,92% 22/57 = 38,59%
Total: 38
25/57 = 43,85% 15/57 = 26,31% 40/114 = 35,08%

Quem marcou

Henrique: 16 gols / Lúcio, Wesley, Mouche e Cristaldo: 2 gols / Leandro, Juninho, João Pedro, Mazinho, Diogo, Victor Luis, Tobio, Marquinhos Gabriel e Alan Kardec: 1 gol

Posição e pontuação do Palmeiras a cada rodada
20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
15 16 18 20 17 17 15 13 12 14 14 14 13 14 14 14 16 16 16
21 21 22 22 25 25 28 31 34 34 35 36 39 39 39 39 39 39 40
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19
3 10 14 9 6 4 5 9 11 12 12 12 14 14 17 20 16 16 16
3 3 3 6 9 12 12 12 13 13 13 13 14 14 14 14 17 17 18
azul Rodada cinza Posição verde Pontuação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.