Palmeiras 0 x 2 Atlético/MG – 08/11/2014

14312403
Foto: Rubens Cavallari / Folhapress

Contra o mistão do Atlético o mínimo esperado pelo torcedor era que a sequência razoável de pontos conquistados fosse mantida e galgássemos algumas posições na tabela.

Só ilusão.

Uma atuação terrível e um novo revés na véspera de um clássico importantíssimo. Seja o que Deus quiser.

Jogo válido pela 33ª rodada do Brasileirão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 08/11/2014, sábado
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Emerson Luiz Sobral (PE)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Clovis Amaral da Silva (PE)
Assistentes adicionais: Nielson Nogueira Dias (PE) e Wagner Reway (MT)
Cartões amarelos: Pierre (Atlético-MG)
Público: 24.368 pagantes
Renda: R$ 602.520,00
Gols: Thiago, aos 37 minutos do primeiro tempo, e Dodô, aos 19 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Fernando Prass; João Pedro, Nathan, Tobio e Victor Luis (Juninho); Renato e Marcelo Oliveira; Allione (Diogo), Valdivia e Mazinho (Mouche); Henrique
Técnico: Dorival Júnior

Atlético-MG: Victor; Alex Silva, Edcarlos, Thiago e Pedro Botelho (Douglas Santos); Pierre, Leandro Donizete, Eduardo, Rafael Carioca (Paulinho) e Dodô; Marion
Técnico: Levir Culpi

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 08/11/2014 – 21:18h.
Apático, Palmeiras perde e se complica
Time de Dorival joga muito mal, é superado com facilidade pelo mistão do Atlético-MG por 2 a 0 em pleno Pacaembu e não se afasta do Z4.
Apenas com Henrique na frente, o Palmeiras iniciou o jogo assistindo ao mistão do Atlético-MG tomar a iniciativa. Aos 4 minutos Dodô cobrou falta e exigiu uma boa defesa de Fernando Prass. Aos 7 Valdivia lançou Henrique, que passou por Victor mas errou na finalização.

Parecia que o lance acordaria o Verdão, mas ficou na impressão. Jogando tranquilo, os visitantes não encontravam dificuldades para envolver o Palmeiras. Aos 21 minutos Marion finalizou e a bola, que tinha direção, bateu em Tobio. Aos 23 Dodô arrancou e só não saiu na cara de Prass porque João Pedro cobriu bem Tobio. No lance seguinte Alex Silva recebeu lançamento longo e escorou de cabeça, para fora.

Só dava Atlético. Aos 26 minutos Alex Silva cruzou e Rafael Carioca finalizou com perigo, para fora. Apenas aos 34 minutos o time do técnico Dorival Júnior respondeu, mas foi numa finalização fraca de Mazinho que Victor defendeu sem problemas.

O gol do Atlético parecia questão de tempo, até que aos 37 saiu. O juizão colaborou assinalando falta inexistente na lateral; Dodô cobrou na cabeça de Thiago, que livre de marcação apenas desviou: 1 a 0. O Palmeiras precisou sofrer o gol para criar uma chance clara. Aos 39 Victor Luis cruzou e Henrique cabeceou no canto direito de Victor, que foi buscar.

Nos minutos finais do primeiro tempo o Verdão teve mais uma chance com Henrique, que não alcançou bom passe de Valdivia, e o Atlético com Dodô, em outra falta bem executada, mas que encontrou Prass atento.

Na etapa final o Palmeiras voltou com Mouche e Diogo nas vagas de Mazinho e Allione, mas praticamente nada mudou, pois o time seguiu sem atitude. Aos 5 minutos Victor Luis ainda tentou incendiar o jogo num arremate de fora, mas a finalização saiu fraca, sem perigo para Victor.

Com Valdivia mal e os atacantes inoperantes, o Verdão não conseguia articular jogadas. Restava as bolas paradas. Aos 16 minutos Mouche cobrou escanteio fechado mas Victor estava atento. Após a cobrança do segundo escanteio, que não resultou em nada, o Atlético puxou um contra-ataque que terminou com Dodô fazendo a festa pra cima da defesa antes de concluir com categoria: 2 a 0.

Para desespero do bom público presente ao Pacaembu, o time do técnico Dorival Júnior não esboçou reação e ainda quase sofreu o terceiro aos 25 quando Prass se chocou com Victor Luis; a bola sobrou para Pedro Botelho bater com perigo, para fora. A trombada foi tão forte que Victor Luis teve de deixar o jogo; Juninho entrou em seu lugar.

Em sua primeira jogada Juninho perdeu uma boa chance. Aos 32 minutos o lateral tabelou com Henrique e saiu na cara de Victor, mas a finalização saiu muito fraca, nas mãos do goleiro. Aos 34 e 38 Diogo experimentou de longe, levando perigo em ambas tentativas; na melhor, a segunda, a bola tirou tinta da trave esquerda.

Aos 40 Valdivia resolveu tentar sozinho, mas o chute do camisa 10 não levou perigo à meta de Victor. E mesmo com 5 minutos de acréscimo o Verdão não conseguiu criar nenhuma chance real para ao menos faz o gol de honra.

Com a derrota o time permanece com 39 pontos e pode ver a distância para a zona de rebaixamento voltar para perigosos 2 pontos.

Agora o Palmeiras volta a parar por uma semana, já que o próximo jogo será apenas no próximo domingo (16/11) contra o São Paulo, no Morumbi. O clássico está marcado para 19h30.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.