Corinthians 1 x 1 Palmeiras – 16/02/2014

14047253

(Foto: Leonardo Soares/Folhapress)

Já na parte final do jogo fizemos o gol que nos garantiu 1 ponto e a invensibilidade no campeonato. Além disso, mantivemos o rival em crise.

O futebol apresentado não foi lá grandes coisas. Nos 2 jogos que tivemos contra “times de série A” um jogamos bem e o outro mais ou menos. Isso deixa o torcedor intrigado pelo que virá no Brasileirão.

Jogo válido pela 8ª rodada do Paulistão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data: 16/02/2014, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Público: 22.222 pagantes
Renda: R$ 668.600,50
Árbitro: Raphael Claus
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse
Cartões amarelos: Jadson, Guilherme e Guerrero (Corinthians); Valdivia, Leandro, Lúcio e Mendieta (Palmeiras)
Gols: Corinthians: Romarinho, aos 16 minutos do segundo tempo
Palmeiras: Alan Kardec, aos 37 minutos do segundo tempo

Corinthians: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel; Ralf, Guilherme, Bruno Henrique (Cachito Ramírez) e Jadson (Renato Augusto); Romarinho (Jocinei) e Guerrero
Técnico: Mano Menezes

Palmeiras: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Wellington (Diogo) e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley, Valdivia e Mazinho (Marquinhos Gabriel); Leandro (Mendieta) e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 16/02/2014 – 18:00h.
Kardec impede derrota do Verdão em clássico
Palmeiras não joga bem mas busca empate com Corinthians no final. Rival permanece em crise, e Verdão mantém invencibilidade.
Conforme o esperado, o clássico começou truncado no Pacaembu, com o Corinthians mais preocupado em marcar do que em criar, e com o Palmeiras procurando – mas não encontrando, espaços para atacar.

Aos 5 minutos Wesley resolveu experimentar de longe, mas errou por muito. Aos 7 Mazinho cobrou falta perto da área e Valdivia escorou de cabeça, por cima. O Corinthians só foi reagir aos 12, num chute de Fagner que desviou em Juninho, saindo para escanteio.

O rival, mandante do jogo, voltou a levar perigo aos 22 minutos, quando Bruno Henrique chutou, Romarinho resvalou e Guerrero, em impedimento, desviou para fora. O bandeirinha não invalidou a jogada. A resposta do Verdão veio rápido, aos 25; Valdivia recebeu de Leandro e de primeira deixou Mazinho na cara de Cássio, que defendeu.

Com mais posse de bola, o time do técnico Gilson Kleina ainda criou mais duas oportunidades antes da etapa inicial terminar, a primeira aos 35 minutos num chute de Alan KArdec que saiu com desvio, para fora, e a segunda aos 41, quando Kardec ajeitou sem querer para Leandro soltar a bomba, por cima. O Corinthians tentou algo aos 45 com Jadson, mas o cruzamento do meia foi interceptado por Wellington.

No segundo tempo o Corinthians voltou querendo surpreender. E conseguiu. No primeiro minuto Jadson bateu rente à trave direita de Prass, e no segundo Guilherme acertou o travessão. O Verdão tentou responder aos 4, quando Mazinho tocou de primeira para Leandro finalizar, por cima.

Aos 7 minutos, após cobrança de escanteio, a bola bateu em Marcelo Oliveira e sobrou para Romarinho finalizar e parar em Prass. Aos 9 Wesley arriscou de longe e fez Cássio trabalhar. O clássico parecia equilibrado… Apenas parecia, pois aos poucos o Verdão foi recuando e assistindo ao rival jogar.

Melhor em campo, o Corinthians começou a sufocar o Palmeiras. Aos 11 minutos a bola sobrou para Romarinho, livre, chutar e ver Prass praticar um milagre. Aos 12 Romarinho ajeitou para Guerrero escolher o canto, mas novamente o camisa 25 Palmeirense evitou o gol com outra grande defesa. O gol, porém, parecia questão de tempo. Aos 16 minutos Fagner tabelou com Guilherme, ninguém o marcou e ele cruzou para Romarinho: 1 a 0.

Perdendo o clássico, o Palmeiras acordou. Aos 19 minutos Kardec ajeitou para Marquinhos Gabriel, que entrara no lugar de Mazinho; o meia tentou bater colocado mas pegou mal na bola, mas mesmo assim Cássio mandou para escanteio. Aos 26 Wesley fez boa jogada individual, fintou seu marcador e fuzilou, mas Cássio estava atento.

Como o empate não saída, aos 28 Kleina promoveu a segunda alteração: Mendieta substituiu Leandro. Nada aconteceu, até que aos 36 minutos, desesperado, o treinador sacou Wellington para a entrada de Diogo. Na sua primeira jogada, aos 37, Diogo levantou na cabeça de Kardec: 1 a 1.

Com pouco mais de dez minutos para o fim, o clássico ganhou em emoção, mas o que de melhor as duas equipes conseguiram foram cobranças de falta perto da área que não levaram perigo para os respectivos goleiros. E com o empate no placar o árbitro encerrou o dérbi no Pacaembu.

Com o empate o Palmeiras vai a 20 pontos, mantém a liderança isolada do Grupo D e a invencibilidade no Paulistão, enquanto que o rival segue na lanterna de seu grupo.

Quarta-feira (19/02), às 22h, o Verdão recebe o Ituano no Pacaembu.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.