XV de Piracicaba 1 x 2 Palmeiras – 05/02/2014

franca_ae_marcosbezerra

(Foto: Marcos Bezerra / Ag. Estado)

Contra tudo e contra todos seguimos implacáveis e faturamos mais uma vitória. É a 6ª seguida e o único time 100% do Paulistão.

Não foi uma apresentação lá grandes coisas. Tomamos 2 sustos logo no início mas aos 13′ abrimos o marcador. Cedemos o empate e aos 39′ do segundo tempo uma pintura de França. Golaço e mais 3 pontos.

Jogo válido pela 6ª rodada do Paulistão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Barão de Serra Negra, Piracicaba (SP)
Data: 05/02/2014, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan (SP)
Assistentes: Vicente Romano Neto e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo
Assistentes adicionais: Flávio Rodrigues Guerra e Adriano de Assis Miranda
Cartões amarelos: Danilinho e Raphael Macena (XV); Wellington, Lúcio, França e Juninho (Palmeiras)
Gols: XV de Piracicaba: Jonathan Cafú, aos 32 minutos do primeiro tempo
Palmeiras: Alan Kardec (pênalti), aos 15 minutos do primeiro tempo; França, aos 39 minutos do segundo tempo

XV de Piracicaba: Márcio; Paulo Henrique, Leonardo Luiz, Pitty e Aelson (Fabiano); Adílson Goiano, Rodolfo, Danilo Sacramento (Pipico) e Gilsinho (Danilinho); Jonathan Cafú e Raphael Macena
Técnico: Edison Só

Palmeiras: Fernando Prass; Wendel, Lúcio, Wellington e Juninho; Marcelo Oliveira, Wesley (Mendieta), Marquinhos Gabriel e Mazinho (Diogo); Leandro (França) e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 05/02/2014 – 23:51h.
Com golaço de França, Verdão vence outra
Volante marca no fim e mantém o Palmeiras 100% no Paulistão: 2 a 1 sobre o XV de Piracicaba.
O jogo começou com o Palmeiras tomando dois sustos. Aos 40 segundos Macena cabeceou sozinho e fez Prass trabalhar. No segundo minuto, em jogada parecida (levantamento da esquerda), Cafu foi quem apareceu livre, mas o goleiro Palmeirense estava atento e fez milagre.

Aos poucos o Verdão foi equilibrando a partida e aos 13 minutos, na primeira investida ao ataque, Mazinho foi derrubado por Aelson; pânalti assinalado e convertido por Alan Kardec: 1 a 0.

A frente no placar, o time do técnico Gilson Kleina passou a ter mais posse de bola, mas mesmo assim seguiu sofrendo alguns sustos do XV. Aos 16 minutos Macena arriscou de longe e parou em outra defesa de Prass. A resposta veio aos 25 com Marquinhos Gabriel, numa finalização que saiu à direita do goleiro.

Aos 32 minutos mais uma investida dos mandantes: Danilo chutou da entrada da área e Fernando Prass espalmou. Na cobrança de escanteio, porém, ele ficou no meio do caminho e viu a bola bater em Cafu antes de entrar: 1 a 1.

Nos minutos finais as duas equipes tiveram oportunidade de gol, o Verdão aos 35 numa falta exectuada por Kardec, por cima, e o XV aos 38 com Cafu, mas novamente o camisa 11 rival parou em Prass, o melhor Palmeirense da etapa inicial, autor de 5 importantes defesas.

O segundo tempo recomeçou no mesmo ritmo do primeiro, ou seja, com os dois times buscando o ataque, mas com os mandantes sendo mais efetivos. Aos 5 minutos Leonardo cobrou falta e Prass foi buscar. O Palmeiras respondeu aos 7; Marquinhos Gabriel fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Alan Kardec finalizar por cima.

Ousado, o XV de Piracicaba não tinha medo de finalizar. Aos 9 minutos Aelson arriscou de longe e viu a bola tirar tinta do ângulo direito. Aos 13 foi a vez de Danilinho levar perigo em outra cobrança de falta; Prass estava atento.

Para tentar diminuir os espaços do XV, aos 16 minutos o técnico Gilson Kleina optou por torcar Leandro por França. A mudança surtiu efeito, embora Macena tenha tido uma chance pouco depois, aos 20 (o chute foi para fora). Marcando melhor, o Palmeiras voltou a equilibrar o jogo.

Aos 23 minutos Wesley nem cruzou nem chutou, e a bola ficou com o goleiro. Foi a senha para o camisa 11 sair de cena; aos 25 ele foi substituído por Mendieta. Mesmo com um homem de criação a mais em campo, o Verdão encontrava dificuldades para atacar.

Querendo manter os 100% de aproveitamento, aos 38 minutos Kleina trocou Mazinho por Leandro, mas quem resolveria o jogo seria o jogador que entrara para consertar a marcação. Aos 39 Mendieta enfiou para França, o volante fintou seu marcador e encobriu o goleiro. Golaço: 2 a 1.

A frente no placar, o Palmeiras tratou de tocar a bola à espera do apito final do juiz. Assim, de forma suada, o time chegou à sexta vitória no Paulistão.

Domingo (se houver bom senso do Bom Senso em não fazer uma greve que favorecerá apenas o Corinthians) o Verdão enfrentará o Audax, no Pacaembu. O jogo está marcado para 17h.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.