Paysandu 1 x 0 Palmeiras – 12/11/2013

Alan Kardec acertou a trave do Paysandu no segundo tempo (Foto: Tarso Sarraf / O Liberal)

Precisando apenas de 1 ponto para comemorar o título fomos ao Pará com vários desfalques para enfrentar o desesperado Paysandu.

Não deu outra. Jogamos mal e não conseguimos vencer. Com a derrota o título foi adiado para a próxima rodada.

2014 precisa uma boa renovação, do contrário será outro ano tenso.

Jogo válido pela 35ª rodada da série B do Brasileirão 2013.

Gol, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Estádio: Mangueirão, Belém (PA)
Data: 12/11/2013
Horário:  21h50 (horário de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Auxiliares: Marcos A. da Silva Brigido (CE) e Elan Vieira de Souza (PE)
Cartões amarelos: Vanderson e Jailton (PAY); André Luiz (PAL)
Cartão vermelho: Henrique (PAL)
Gol: Yago Pikachu, aos 13 minutos do segundo tempo

Paysandu: Matheus, Yago Pikachu, Fábio Sanchez, Raul e Pablo; Vanderson, Zé Antônio, Diego Barbosa (Jailton) e Djalma; Héliton (Aleilson) e Marcelo Nicácio (Careca)
Técnico: Vágner Benazzi

Palmeiras: Fábio, André Luiz (Serginho), Henrique e Marcelo Oliveira; Wendel (Fernandinho), Márcio Araújo, Eguren, Juninho e Felipe Menezes; Ananias (Caio) e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina

Palmeiras, a mãe da Série-B
Time de Kleina perde para o Paysandu por 1 a 0, ajuda o rival e mantém esperança da Chapecoense em levar o título.

Cheio de desfalques e enfrentando um rival desesperado, o Palmeiras iniciou o jogo num ritmo cadenciado, esperando algum vacilo do sistema defensivo adversário para criar lances de perigo. O Paysandu, por sua vez, esbarrava na falta de qualidade técnica para assustar o time do técnico Gilson Kleina, o que tornou a partida fraca.

Aos 5 minutos, após cobrança de escanteio, a bola bateu em Raul e foi em direção ao gol, mas Fábio estava atento. O Verdão respondeu aos 9, num chute fraco de Alan Kardec, de fora da área. Aos 15 Juninho cobrou falta e André Luiz escorou na mão do goleiro.

Após 16 minutos de marasmo, Eguren resolveu esquentar a partida errando um passe na entrada da área; Marcelo Nicácio recebeu o presente e rolou para Djalma soltar a bomba e parar numa boa defesa de Fábio. Aos 35 Alan Kardec ajeitou para Juninho chegar chutando; Matheus espalmou.

A última finalização do primeiro tempo foi do Palmeiras, aos 39 com Eguren, e resumiu bem o que foi a primeira parte do jogo: sofrível.

Na etapa final os dois times voltaram sem alterações, mas um pouco mais dispostos. Aos 3 minutos Juninho fez boa jogada individual e de direita chutou forte, no ângulo esquerdo de Matheus, que foi buscar. O Paysandu não demorou para reagir. Aos 7 Hélinton arriscou da entrada da área, a bola desviou em Henrique e saiu.

Melhor em campo, os mandantes abriram o placar aos 13 minutos, após vacilo do sistema defensivo alviverde. Henrique deixou Yago Pikachu em posição legal e o lateral apenas completou passe de Hélinton: 1 a 0.

Perdendo o jogo, o técnico Gilson Kleina resolveu abdicar o esquema com três agueiros, trocando André Luiz por Serginho. Aos 19, três minutos depois de entrar, o meia finalizou pela primeira vez, nas mãos do goleiro. Aos 25 a principal oportunidade para o empate: após jogada esquisita de Juninho, a bola sobrou para Alan Kardec carimbar a trave.

Aos 28 minutos outra mudança no Verdão: Fernandinho substituiu Wendel. Como nada aconteceu, cinco minutos depois Kleina queimou a última alteração, sacando Ananias para a entrada de Caio.

Precisando de um gol para garantir o título, o Palmeiras esboçou uma pressão. Aos 38 minutos Juninho cruzou na cabeça de Alan Kardec, mas Matheus segurou. Aos 40, após um bicão de Fernandinho que saiu prensado por um zagueiro, a bola explodiu no travessão. Aos 41 Fernandinho cruzou para Kardec escorar de cabeça, fraco.

Aos 42 minutos, já na base do desespero, Felipe Menezes finalizou mal, por cima. Aos 45 Serginho cruzou para Henrique, mas o zagueiro, que já atuava como centroavante, não alcançou. Aos 46 Fernandinho cobrou escanteio e Eguren errou no cabeceio. Antes de acabar o jogo ainda deu tempo para Henrique ser expulso.

Com a derrota o time de Gilson Kleina permanece com 73 pontos, ajuda o Paysandu na luta contra o rebaixamento e mantém a esperança da Chapecoense de levar o título (a diferença é de 8 pontos, e restam 9 em disputa).

Sábado (16/11) o Palmeiras recebe o Boa Esporte, às 16h20, no Pacaembu.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.