Ituano 2 x 1 Palmeiras – 21/04/2013

Fernando Prass foi substítuido por Bruno no primeiro tempo após choque com jogador do Ituano. Foto: Márcio Fernandes/Estadão

O Ituano entrou em campo para evitar o rebaixamento. O Palmeiras buscava a vitória para visando a um lugar no G-4 do Campeonato Paulista, o que garantiria a vantagem de jogar em casa o jogo único das quartas de final.

Depois de falhar no primeiro gol, Bruno falhou novamente aos 48′ do segundo tempo e decretou a derrota.

Os 3 pontos salvaram o Ituano do rebaixamento. Para nós sobrou a 6ª colocação e a disputa das quartas na Vila Belmiro.

Jogo válido pela 19ª rodada do Paulistão 2013.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Doutor Novelli Junior, em Itu (SP)
Data: 21/04/2013, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Mauro André de Freitas e Alexandre Basilio Vasconcellos
Cartões amarelos: Leandro Silva (Ituano); João Denoni, Juninho, Léo Gago e Henrique (Palmeiras)
Gols: Ituano: Fernando Gabriel, aos 25, e Marcão, aos 47 minutos do segundo tempo
Palmeiras: Tiago Real, aos 26 minutos do segundo tempo

Ituano: Anderson; Leandro Silva, Cléber, Vitor Hugo e Patrick; Marcinho Guerreiro, Paulinho (Marinho), Cambará e Fernando Gabriel; Thiago Bezerra e Kleyton Domingues (Marcão)
Técnico: Doriva

Palmeiras: Fernando Prass; Weldinho, Henrique, Mauricio Ramos e Juninho; João Denoni (Vilson), Léo Gago, Wesley (Maikon Leite) e Tiago Real; Vinicius e Leandro
Técnico: Gilson Kleina

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 21/04/2013 – 17:45h.
Com Bruno no gol fica difícil

Enfrentando o Ituano, que ainda lutava contra o rebaiamento, o Verdão iniciou o jogo melhor, criando boas oportunidades para abrir o placar. Aos 3 minutos Tiago Real ajeitou para Wesley, que bateu para fora. Aos 17 outra chance para o volante; Vinícius saiu cara a cara com o goleiro mas preferiu tocar para Wesley, que finalizou rente à trave esquerda.

Dois minutos antes da segunda chance perdida, o Palmeiras já tinha ficado sem Fernando Prass, que levou a pior numa dividida com Thiago Bezerra, lesionando o ombro esquerdo. Bruno entrou em seu lugar.

A primeira finalização do Ituano foi com Bruno na meta, mas o camisa 1 Palmeirense apenas observou o chute de Fernando Gabriel sair por cima. O time do técnico Gilson Kleina seguia melhor, apesar de pouco criativo. Aos 28 Leandro passou para Vinícius finalizar fraco, nas mãos do goleiro.

Após um período sem grandes emoções graças a muitas faltas e a passes errados, o jogo voltou a esquentar nos minutos finais. Aos 41 Fernando Gabriel ajeitou e soltou a bomba de canhota, na trave. O Verdão respondeu com Léo Gago, em duas finalizações de fora da área, mas ambas saíram sem direção.

Na etapa final, ciente que apenas uma vitória poderia assegurar vaga no G4, o Palmeiras voltou mais ligado, mas perdendo seguidas chances de gol. Logo no primeiro minuto Wesley rolou para Tiago Real bater para fora. Aos 2 Vinícius fez boa jogada pela esquerda mas nem cruzou nem chutou.

Aos 5 minutos Léo Gago cobrou falta sofrida por Leandro no travessão. Na sequência da jogada Marcinho Guerreiro espalmou um chute de Leandro, mas o árbitro ignorou a penalidade clara. Aos 8 Leandro voltou a testar o goleiro do Ituano. Quatro minutos depois Léo Gago teve nova chance de falta, mas outra vez Anderson apareceu bem.

Só dava Verdão. Aos 19 minutos Leandro deu belo passe para Vinícius, que surgiu livre na cara do goleiro, mas o atacante demorou para finalizar e foi desarmado. Como no futebol quem não faz toma… Aos 25 minutos Fernando Gabriel cobrou falta de longe e Bruno aceitou: 1 a 0.

A torcida Palmeirense ainda xingava o goleiro quando aos 26 minutos Tiago Real acertou uma bomba da entrada da área: 1 a 1. No minuto seguinte Leandro rolou para Léo Gago bater e quase decretar a virada.

Aos 31 minutos novamente a arbitragem prejudicou o Palmeiras ao não assinalar pênalti de Vitor Hugo em Tiago Real. O zagueiro agarrou o meia. Desesperado em busca do gol que evitaria o rebaixamento, o Ituano se lançou ao ataque. Aos 33 Vitor Hugo subiu mais alto que toda zaga e escorou por cima.

Aos 38 minutos Fernando Gabriel tentou repetir o lance do gol, mas a bola saiu por pouco. Bruno já estava batido. Aos 43 Marinho passou por Welder e finalizou; Bruno espalmou (pelo menos uma!). Três minutos depois Léo Gago cobrou uma falta da intermediária, mas outra vez o goleiro defendeu.

No último lance do jogo o Ituano conseguiu o gol, e graças a outra falha de Bruno, que espalmou chute relativamente fraco para o meio da área; Marcão acompanhou e no rebote fez 2 a 1. Logo em seguida o árbitro encerrou o jogo em Itu, para delírios dos mandandes, que se garantiram na primeira divisão (Bruno foi convidado para a festa).

Com a derrota, o Palmeiras termina a fase classificatória do Paulistão na sexta colocação e enfrentará o Santos nas quartas de final. Será apenas um jogo, na Vila Belmiro. Não há outra vantagem. Se houver empate a vaga na semi será decidida nos pênaltis.

O próximo compromisso do Verdão será justamente o jogo contra o Santos. A FPF ainda marcará a data.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.